20 de setembro de 2016

A super missão


Aquele seria um domingo desafiador. Algo bem complicado teria que ser feito e não poderia ser adiado. Como todo desafio, foi preciso criar uma estratégia, um plano e verificar quais os objetos poderiam ajudar. 

Primeiro foi preciso ir até o local e perguntar como seria feito o transporte. Mesmo que fosse preciso caminhar só duas quadras, o mais importante seria encontrar uma maneira para transportá-lo. As atendentes falaram que uma fronha seria a melhor solução. 

Em casa, escolhemos a fronha e partimos para o ataque. Depois foi a vez de colocá-lo dentro de uma caixa grande. Ele não poderia escapar, senão a super missão estaria comprometida.

Ele foi gritando e esperneando dentro da caixa, mas sem poder se mover, afinal estava preso dentro da fronha. Assim que chegamos a atendente perguntou se ele estaria dentro da caixa e dissemos que estava também dentro da fronha, como ela nos ensinou. 

Ele foi retirado da caixa, colocado sobre a mesa e a atendente preparou sua arma. Ele apenas se mexeu um pouco, mas acabou ficando quieto. Num gesto rápido de quem sabe o que deve fazer, a atendente deu um golpe rápido e tudo estava terminado. 

Conseguimos trazê-lo de volta para casa e tudo deu certo. A super missão foi um sucesso. Ele chegou em casa muito assustado, mas o importante é que conseguimos levar o Mário Eduardo para tomar a vacina e agora ele está protegido contra a raiva. 


(Depois da vacina, Mário Eduardo ficou assustado, não queria comer e ainda me inspirou a escrever o texto de hoje).



Por hoje é só pessoal...
Beijinhos e até mais...

28 comentários:

  1. Cute cat:)
    Have a lovely day!
    kisses

    http://irreplaceable-fashion.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Grande texto, eu adoro gatos então também não gosto que eles sofram e quero que eles sejam bem tratados!

    missweetie.blogspot.pt/2016/09/oquecomprar.naprimark.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tb não gosto de saber que eles estão sofrendo. Bjus!

      Excluir
  3. Haha legal a história. Mário Eduardo protegido :)

    https://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Muito legal!

    Eliana,
    https://around-eliana.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  5. Ow tadinho, dá um dó quando temos que levar p dar vacina.
    Agora ele está protegido né
    lindo texto, bjos!

    ResponderExcluir
  6. Que texto! Ahaha achei que aconteceria algo trágico com o gatinho. Há pouco tempo atrás o gato do meu namorado estava com algum problema na garganta, para levar ele no veterinário, que é praticamente na esquina da casa do meu namorado, foi um sacrifício, resultou em cerca de uns 10 arranhões e muito, muito pelo na roupa! Quando chegamos lá, descobrimos que ele tava com dor de garganta e febre! Depois de umas injeções tudo ficou bem.
    Adorei o post,
    beijos,
    radioactivebookss.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles se assustam muito com situações diferentes. Mesmo com o veterinário ficando perto, ele se assustou. Bjus!

      Excluir
  7. Coitadinho do Mário Eduardo! Mas agora já está protegido. :D A minha gatinha também é assim, muito assustada.
    beijos, The Fancy Cats | Giveaway

    ResponderExcluir
  8. Que linda fotografia!! Obrigada pela tua visita no meu blogue e fico contente por teres gostado do meu cotidiano!!

    ResponderExcluir
  9. Ótimo texto!
    bjs
    http://www.pinkbelezura.com/

    ResponderExcluir
  10. Tenho 10 gatineos e sempre sofro para levar na veterinária. Tenho sorte da minha médica ser minha amiga de infância e, sempre que precisa, ela vem em casa. Sofro só de pensar o desespero deles em sair de casa naquelas caixinhas. :(


    www.carolvayda.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só um gato já é um sofrimento, imagine 10. Que bom que tem uma amiga veterinária. Bjus!

      Excluir
  11. Mas q gato fofo, e o trauma passou? bjos http://anaherminiapaulino.blog.uol.com.br/

    ResponderExcluir

Olá!! Muito obrigada pela sua visita...
Fique a vontade para fazer seus comentários e dar sugestões. Mas por favor, não utilize palavrões, ou qualquer tipo de preconceito e discriminação. Lembre-se trate as pessoas como você gostaria de ser tratado, com educação e respeito.
Deixe o link do seu blog ou outra forma de contato e assim que der, estarei lhe retribuindo, com minha visita.

Beijos e volte sempre !!!