16 de maio de 2017

O amigo perdido


Num final de semana, uma amiga me convidou para ir ao supermercado. Ela queria muito me apresentar o novo amigo dela. Ela estava tão ansiosa que apareceu rapidamente na minha casa, só para saber a minha opinião sobre o novo amigo. Olhei para ele, vi que era bonito e grande. 

Então, nos três fomos ao supermercado. No caminho, fomos cantando, dando risada, foi uma festa. Ao chegar no destino a felicidade continuou. Nós estávamos muito felizes e não prestamos muita atenção no que havia ao nosso redor.

Andamos praticamente o dia todo dentro daquele supermercado. Os pés já estavam pedindo um descanso, mas a mente queria andar mais e mais. Só que chegou a hora de ir. Não havia mais nada para fazer naquele lugar. 

Fomos até o estacionamento e para a nossa surpresa o novo amigo não estava mais lá. Apesar dos pés estarem cansados, tivemos que andar mais um pouco. A caminhada de nada adiantou porque não conseguimos encontrá-lo. 

O desespero tomou conta de nós. Eu não sabia o que fazer e me sentei no chão. Falei para ela sentar e esperar até que o supermercado ficasse mais vazio, como estava quando a gente chegou. Assim iríamos encontrar o amigo perdido. Ela não quis fazer isso e começou a chorar. 

De repente apareceu um homem. Era o segurança do supermercado. Ele perguntou o que estava acontecendo. Eu expliquei a situação, enquanto minha amiga só chorava. O segurança nos ajudou e nos fez perguntas sobre o nosso amigo perdido. Toda informação era valiosa. 

Fomos andando por todas as direções até que o segurança nos mostrou onde ele estava. Foi o momento mais feliz daquele dia. O amigo perdido estava em ótimo estado e do mesmo jeito que o deixamos. 

Era impossível encontrá-lo porque ao chegarmos não havia nada do lado dele. Com o passar das horas, o estacionamento encheu de carros, todos da mesma cor e ele se camuflou no meio deles. Só eu sei o alivio que foi quando encontramos o amigo perdido, o novo carro prata da minha querida amiga, que até chorou por ele.


(A minha amiga queria mostrar o novo carro dela e fomos juntas ao supermercado. Ao sair, todos os carros ao redor eram da mesma cor e a gente não conseguia encontrar o carro certo. Um susto que se transformou em inspiração para o texto de hoje).



Por hoje é só pessoal...
Beijinhos e até mais...

24 comentários:

  1. Respostas
    1. Olhamos, mas o carro estava do outro lado. kkkk.

      Excluir
  2. quem nunca "perdeu" o carro estacionado? hehe

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  3. kkk imagino o susto, eu vivo esquecendo onde o carro ficou estacionado.
    Charme-se

    ResponderExcluir
  4. Oi Adriana,
    rsrsrs que texto legal,
    nossa imagino o desespero que a sua amiga sentiu!
    Tá rolando sorteio lá no blog
    Participe
    Beijos *_*

    ResponderExcluir
  5. Adorei o texto, muito a minha cara, me vi na cena rsrs.

    Beijos
    Mari Dahrug
    http://www.rabiskos.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu pensei que essas coisas só acontecia comigo. kkkk. Bjus!

      Excluir
  6. Muito bom o texto, adorei rsrs

    Beijos
    https://pimentasdeacucar.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Nossa, deve ter dado um desesperozinho.. Hahaha!

    nossoblogdemodaa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Hehehe quem nunca esqueceu aonde deixou o carro né? Ainda mais quando não tem nenhum carro por perto..

    Beijoos
    Keep Calm Girls

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tinha nenhum carro e depois de um tempo era praticamente uma revendedora de carros. kkkkk. Bjus!

      Excluir
  9. Oi Adriana ainda bem que achou hehehe é só gravar a placa pra localizar com mais facilidade!!
    Beijoss
    http://www.silalmeida.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A placa a gente sabia, mas não sabia a direção que ele estava. kkkkk. Bjus!

      Excluir
  10. Que texto genial! Confesso que demorei pra entender que não era uma pessoa! Hahahahhahahaha


    Beijão, mariasabetudo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei que seria fácil de perceber que não era uma pessoa. Bjus!

      Excluir
  11. Tudo acabou bem é o que interessa...


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderExcluir

Olá!! Muito obrigada pela sua visita...
Fique a vontade para fazer seus comentários e dar sugestões. Mas por favor, não utilize palavrões, ou qualquer tipo de preconceito e discriminação. Lembre-se trate as pessoas como você gostaria de ser tratado, com educação e respeito.
Deixe o link do seu blog ou outra forma de contato e assim que der, estarei lhe retribuindo, com minha visita.

Beijos e volte sempre !!!