29 de maio de 2016

Um gato chamado Mário Eduardo


Tudo começou quando os cachorros que eu tinha morreram. Então apareceu um gato enorme no meu telhado. Ele vinha todos os dias e eu jogava comida para ele. O gato corria de medo e depois voltava para comer. Depois de um certo tempo ele sumiu, mas no seu lugar veio um outro gato. 

Na verdade, eu só percebi que era outro gato porque era bem menor. Com o tempo descobri que era uma fêmea. Ela ficava apenas no telhado. Comia, dormia e miava pedindo comida. Eu tinha que fazer uma escalada para levar a água e a comida para ela. 

Quando ela ficou adulta teve filhotes. Ela ia embora à noite com os filhos e eles sempre desapareciam. O nome dela era gatinha. Da última vez que ela teve filhotes, nasceram dois machos, um amarelo de olhos verdes, muito parecido com ela e um branco de olhos azuis e que deveria se parecer com o pai. 

Antes era só a gatinha, com a chegada dos filhotes, eu tinha que dar comida para os 3 gatos. Depois de um tempo eles sumiram. Eu chamava, mas tinham sumido. Até que um dia eles voltaram. Estavam magros e assustados. Alguns dias mais tarde, a gatinha sumiu novamente e nunca mais voltou. Mas ainda tinha o amarelo e o branco para cuidar.

Um dia escutei um gato miando muito perto. Procurei e o encontrei na cozinha. Estava com medo, mas fui fazendo amizade com ele. Assim ele aprendeu a me visitar todos os dias. Eu ainda precisava subir para dar comida para o gato branco. Depois de alguns meses o gato branco também sumiu.  

Assim ficou só o gato amarelo. Um gato chamado Mário Eduardo. Agora não consigo mais viver sem pensar no Mário Eduardo...


(To be continued...)



Por hoje é só pessoal...
Beijinhos e até mais...

28 comentários:

  1. Que carinha mais linda. *-*
    Pena que os outros sumira, e que bom q ele perdeu o medo de vc.
    Ficarei esperando mais historias.
    BJos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiquei triste pelos outros que se foram, mas o Mário continua aqui. Bjus!

      Excluir
  2. Bom dia Dri, que história linda a sua com o seu Mario Eduardo, amei conhecê-lo! Ele é uma graça, impossível não se apaixonar com esse gatinho. Beijo para vc e para o Mario!

    http://www.meudiariovirtual.com/

    ResponderExcluir
  3. Que história linda! Ele é mesmo fofinho!
    Segui o blog...se poderes visita o meu blog e se gostares segue :)
    Beijinhos

    http://annahandtheblog.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. Já aconteceu isso comigo... Em casa os gatos aparecem e ficam. A gente se apega muito!
    Parabéns pelo blog!
    Abraços,
    carolnagliati.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É incrível como é fácil se apegar neles. Bjus!

      Excluir
  5. Que história linda, o Mário Eduardo é muito fofo!
    www.lagrimasdediamante.com

    ResponderExcluir
  6. Que história maravilhosa
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  7. Cats are so adorable. I wish I wasn't allergic to them because they are easier to maintain than dogs :).

    ResponderExcluir
  8. Amo gato, aqui na minha rua tem vários, acho tão fofos ♥

    overdosederosa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Adriana eu amo gatos antes não queria saber e depois de um tempo paguei a língua rsrs minha filha quis um e eu me rendi, tem um aqui em casa a uns 4 ou 5 meses já... é meu xodozinho!! O teu Mário é muito lindo e fofuxo, eu adorei a história sobre os gatos você é muito boa em cuidar deles!!
    Beijos <3
    http://detudoumpoucosil.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A minha mãe nunca quis, mas depois que os gatos apareceram aqui, ela tb se rendeu. É bem fácil cuidar de gatos. Bjus!

      Excluir
  10. O Mário Eduardo é muito lindo e já quero saber sobre essa continuação da história. Gatos são bichos lindos e cheio de amor que acrescentam MUITO na nossa vida <3

    beijo
    beinghellz.com

    ResponderExcluir
  11. Excelente postagem,amei!
    bjs
    http://www.pinkbelezura.com/

    ResponderExcluir

Olá!! Muito obrigada pela sua visita...
Fique a vontade para fazer seus comentários e dar sugestões. Mas por favor, não utilize palavrões, ou qualquer tipo de preconceito e discriminação. Lembre-se trate as pessoas como você gostaria de ser tratado, com educação e respeito.
Deixe o link do seu blog ou outra forma de contato e assim que der, estarei lhe retribuindo, com minha visita.

Beijos e volte sempre !!!